29 de maio de 2012

A Influência das Cores na Decoração

Cromoterapia



As cores podem acalmar, excitar, equilibrar e até curar segundo os cromoterapeutas. O uso delas na decoração pode ter implicação no humor e na saúde.
Para ampliação de ambientes são recomendadas cores claras como a amarelo e azul claro, para dar a sensação de aconchego são indicadas o laranja e vermelho, o verde escuro serve para reduzir um espaço grande demais, azul-carbono e verde-oliva também dão ar acolhedor, tons mais claros nos tetos como branco, beje e amarelo ajuda na falta ou pouca iluminação natural no ambiente.

     


  

Como Escolher a Cor

Trabalhar sempre com a cor que realça melhor a personalidade de cada um, saber identificar o que mais agrada, folhear revistas de decoração, consultar a paleta de cores, levar em conta a dimensão do ambiente, espaços pequenos cores claras dão a sensação de espaço e vice-versa.
É importante observar as paredes em vários horários do dia, pois a cada hora temos uma percepção diferente da cor, o uso da lâmpada também influencia e muito na cor, pois uma luz branca pode deixar um verde frio e uma lâmpada amarela um verde mais quente.
Estudar o ambiente a ser pintado ajuda muito, no caso de dúvida trabalhar somente com uma cor, mas variando seus tons e matizes utilizando detalhes contrastantes em mobílias.
Aproveite as tendências de cores na decoração para inovar o visual dos cômodos na dose certa, o uso das cores deve atender alguns requisitos fundamentais, primeiro os efeitos que causam sobre as pessoas, a composição e o conjunto da decoração.



A Influência das Cores

-Vermelho: representa o vigor, sensualidade, vitalidade, tons mais apagados combina com móveis e revestimentos claros  transmite dinamismo podendo criar ambientes íntimos e envolventes.
-Bege: nude, descrição, suavidade e tranquilidade, realça a decoração, elegante possui efeito calmante, muito bom para salas e dormitórios, ressaltando móveis de madeiras escuras.
-Verde: cor agradável representa o crescimento e renovação, calmante e relaxante, cor da esperança e segurança associada à natureza pode pintar qualquer ambiente principalmente zonas de trabalho e estudo.
-Castanho: visual chique e aconchegante.
-Roxo: representa a espiritualidade, mantém o equilíbrio.
-Preto: representa sobriedade, ausência de cor e é a cor que menos reflete a luz, o ideal é que seja usada moderadamente com o recurso de realçar outas cores e em detalhes.
-Amarelo: estimulante, cor da coragem e realização age direto no sistema nervoso central, alegre e vital. Fica muito bom em espaços escuros potencializando a luz natural, quartos infantis desde que a criança não seja hiperativa, nesse caso optando por tonalidades clarinhas, combina muito bem com ocre, bege, marrom ou branco.
-Laranja: estimulante e alegre, cor quente da criatividade, fonte de energia, desperta o apetite e diminui a fadiga, realça ambientes rústicos, a cor das madeiras, fibras e couro.
-Azul: calmante e relaxante ajuda a conciliar o sono, é muito utilizado em paredes de dormitórios, escritórios e salas, mas deve ser usado com cautela os tons mais escuros pois podem levar a introspecção.
-Branco: cor da higiene e saúde, multiplica a luz e o espaço muito usado em espaços pequenos e sem luz natural como corredores e halls de entrada, destaca móveis escuros com seu fundo branco;
-Cinza: dinâmico e elegante.
-Lilás e Rosa: ingenuidade, cordialidade e delicadeza desde que usado em tons claros como a lavanda. O rosa e o lilás se harmonizam com cores frias, enquanto o salmão e coral com tons quentes. Combinam muito bem com o branco e está ligado a intuição e espiritualidade por isso são usados em salas de meditação.

Ambientes coloridos


333227 ideias decoracao salas com vermelho Veja como usar vermelho na decoração
Decoração de Sala com detalhes em VERMELHO.

Decoração de Dormitório de Casal com parede BEGE

Decoração de Dormitório de Casal com Parede e acessórios VERDE


Decoração de Sala com móvel e acessórios ROXO

Decoração de Dormitório de Casal com tons PRETOS

Decoração de Sala com parede de acessórios AMARELOS


Decoração de Banheiro com tons LARANJA


Decoração com parede de móvel  AZUIS

Decoração de Quarto de Bebê no tom BRANCO


Decoração de Dormitório de Casal no tom CINZA

Decoração de Dormitório de Casal com paredes ROSA


Marcadores: , ,

A importância das Cores


As Cores


        200909023313-12021
As cores atuam no nosso dia-a-dia transmitindo sensações e estímulos, podendo influenciar no comportamento das pessoas que estão no ambiente, e no estado de espírito.
A cor é composta por ondas eletromagnéticas de diferentes comprimentos, sendo assim uma característica da luz, se não fosse isso não haveria cor.

O círculo cromático foi criado por Isaac Newton e ajuda os profissionais a harmonizarem as cores na moda e na decoração

Arquitetos, Designers e Decoradores são adeptos do Circulo Cromático, para criar ambientes, é o espectro de cores em forma circular onde é formado por cores quentes e cores frias.

Cores quentes: Vermelhos e Amarelos;
Cores frias: Verdes e Azuis.
Cores Harmoniosas: As cores que estão lado a lado, vermelhos  alaranjado e laranja, por exemplo, ou azul esverdeado e verde.
Cores Contrastantes: São as cores que ficam uma de frente para a outra, como o azul de frente para o laranja, o amarelo para o violeta e assim por diante.

      

Composição das Cores:

Na roda das cores elas podem ser divididas em primárias, secundárias e terciárias.
-Primárias: Vermelho, Azul e Amarelo;
-Secundárias: Com a junção de duas cores primárias obtemos as cores secundárias, um exemplo é o vermelho+amarelo=laranja, a junção do azul+amarelo=verde, vemelho+zul=violeta;
-Terciárias: É a junção das cores primárias+secundárias, amarelo+verde=verde lima; azul+verde=turquesa.
-Cores Neutras: Branco, preto e cinza são consideradas curingas.
 

 
Relação entre as Cores

Cores Complementares: Estão de lados opostos como verde e vermelho, azul e laranja; nada impede que sejam combinadas apesar da distância podendo dar um visual agradável de energia e movimento, é interessante o uso de uma cor quente e uma fria não saturada usando uma como dominante e a outra em detalhes que se deseja destacar.
Cores Harmoniosas: Pertence à mesma família de cores embutidas entre as primárias como o violeta e o violeta-azul e apesar de terem certa harmonia precisam ser bem combinadas, pois apesar de harmoniosas elas não podem parecer monótonas por falta de algum contraste.
Cores Neutras: São cores variáveis devido a sua neutralidade combinando praticamente com todas as outras cores utilizada por quem não gosta de arriscar, composta pelo branco, preto, cinza, bege, castanho.
Cores Análogas: É a combinação da cor primária e suas adjacentes, é quando reunimos quatro cores que aparecem em sequencia, juntas no círculo.
Cores Monocromáticas: É indicada para quem gosta de ambientes suaves com um único tom, porém com várias intensidades da mesma cor, podendo apresentar monotonia pedindo a inclusão de algumas estampas e elementos decorativos com toques de cor no ambiente, é muito conhecida como tom sobre tom.


Marcadores: , ,

25 de maio de 2012

Lavabo no Sketch

UTILIZAÇÃO DO SKETCH UP COMO FERRAMENTA NA DECORAÇÃO



Marcadores: ,

21 de maio de 2012

Representação de Planta Baixa


COMO FAZER A REPRESENTAÇÃO DE UMA PLANTA BAIXA RESIDENCIAL


 
Paredes Internas são representadas por linhas grossas e contínuas, essas paredes costumam ter 15cm de espessura.

Elementos Construtivos como a projeção da cobertura são representados por linhas finas tracejadas.----

Traço-ponto serve para indicar a posição dos cortes, a letra indica para que lado se está vendo o corte. _._A


06corte.PNG


Escadas são representadas por linhas finas e a seta indica o sentido da subida; degraus são numerados de baixo para cima.

Níveis indicam as diferenças de alturas entre pisos, representação do nível no corte


Pisos
de cerâmica são representados por linhas finas;

Legendas contém várias informações: nome do    compartimento, áreas, tipo de piso, etc.



Esquadrias e Paredes em vista são com linhas finas;

Móveis fixos, pedra de pias, aparelhos sanitários são representados nas plantas baixas com linhas finas;

Linhas de cotas são representadas as medidas de compartimentos;

linha de cota






Linha contínua e traço grosso, devem ser utilizados nas partes interceptadas pelos planos de corte (planta baixa, cortes transversais e longitudinais);

Linha contínua e traço mais suave, nas partes mais distantes do primeiro plano, nas linhas paralelas e pouco afastadas entre sí;

Linha tracejada e traço suave, nas projeções das coberturas, no contorno das paredes quando oculto pela cobertura ou quando o plano apresentado está acima ou abaixo do plano de corte;

Linha traço e ponto e traço suave, na projeção da caixa d'água, quando apresenta na planta baixa e nas linhas usadas como eixo;

Linha zig-zag e traço suave, secciona parte de um projeto, limitando sua área de representação, seja para mostrar detalhadamente ou restringir uma área pré-determinada.

Janelas




janela baixa
Janela Baixa: Normalmente a janela é representada como baixa, se o peitoril dela for abaixo de 1.50m, ou seja, se a Planta Baixa estiver representada com secção de 1.50m de altura.

janela alta
Janela Alta: Toda janela onde o peitoril esteja acima de 1.50m.


Portas

porta de giro
Porta de Giro: Representação padrão

porta vai-e-vem
Porta vai-e-vem: Representação padrão

porta de correr
Porta de correr: Representação padrão

porta de correr embutida
Porta de correr embutida: Representação padrão





Escadas

















Marcadores: ,

18 de maio de 2012

Meus primeiros Projetos no Sketchup

UTILIZANDO O SKETCHUP COMO FERRAMENTA NA DECORAÇÃO

É uma ferramenta 3D bastante utilizada pelo Designer de Interiores, Engenheiros e Arquitetos, onde são criados espaços físicos que atendam as necessidades do profissional, ele pode ser utilizado com renderizadores que você baixa e utiliza. 
Esse software é da Google e existe tanto a versão paga quanto a gratuita, e para quem é amador não tem tanto segredo, na internet existem vários vídeos tutoriais que auxiliam passo à passo no uso da ferramenta.
Eu utilizei e gostei!

Dormitório de Casal

Dormitório de Casal

Dormitório de Casal

Dormitório de Casal

Dormitório Infantil

Dormitório Infantil

Escritório

Sala de Jantar

Marcadores: ,

Ergonomia de Interiores


A Ergonomia está ligada ao conforto, segurança e eficiência onde o objetivo principal está em respeitar os espaços mínimos de circulação, deslocamento, necessidades e limitações físicas.


No caso do ambiente físico está relacionada com a antropometria, anatomia humana, preocupação com a postura e tudo que está relacionado ao trabalho, segurança e saúde física do ser humano.

No Design de Interiores a ergonomia é aplicada nos móveis e mobilidade interna do ambiente, respeitando-se medidas mínimas de circulação, altura, distância.



Ninguém pensa em projetar um ambiente em que se bata em uma quina de um móvel, aonde não se possa alcançar um armário, ou mesmo se comprar um sofá e ele não caber no ambiente, e o inverso também se aplica para ambientes extremamente grandes com móveis diminutos tornando o espaço vazio, tudo deve estar em equilíbrio.



Quando o Designer projeta um espaço precisa levar em conta vários fatores, desde o tamanho do ambiente, altura dos moradores, mobilidade, deficiência física, o tipo de iluminação correta, temperatura, acústica, campo de visão, acessibilidade, enfim, uma gama de fatores para tornar o ambiente o mais saudável e agradável possível.

Propor medidas adequadas, circulação suficiente, alcance manual com adequação de equipamentos é o mínimo para tornar um projeto viável, confortável e acolhedor.


LIVROS IMPORTANTES QUE EU INDICO

Considerado a Bíblia da Arquitetura e Design de Interiores NEUFERT é um livro de pesquisa muito importante inclusive para o estudo do dimensionamento humano na hora de projetar.

Arte de Projetar Em Arquitetura - 18ª Ed. 2013
Arte de Projetar Em Arquitetura 

Desde a sua primeira edição alemã de 1936, realizaram-se 39 edições em alemão e 17 em português, além de ter sido publicado em 18 idiomas diferentes e vendido mais de um milhão de exemplares, no total.
Manual quase obrigatório não só para os primeiros anos do curso de arquitetura, nele você pode encontrar desde medidas mínimas entre mesas de um restaurante a dimensões de quadras poliesportivas. Como é um manual para consultas e será manuseado constantemente a capa dura ajuda muito a manter a integridade do livro ( edições anteriores apresentavam a opção brochura). Ótimo investimento para quem procura um livro que dê norteamento INICIAL de programas diversos como escolas, restaurantes, clubes, hotéis, quadras, mobiliário, entre outros.


Dimensionamento Humano para Espaços Interiores
Dimensionamento Humano para Espaços Interiores
O estudo das medidas do corpo humano em base comparativa é conhecido como antropometria.


Marcadores: ,

VIVARTESANATO, ARTESANATO EM TECIDO, RECICLANDO, DESIGN E DECORAÇÃO: Maio 2012

This page has found a new home

VIVARTESANATO, ARTESANATO EM TECIDO, RECICLANDO, DESIGN E DECORAÇÃO

Blogger 301 Redirect Plugin